Insônia

OB82FT0.jpg

Insônia. Pensamentos gritam como vermes. Vão. Comendo os neurônios, querendo saltar pelas orelhas, andar pelos travesseiros. Abre os olhos. Quero dormir. Tenho que dormir as 8 horas, senão estarei uma merda amanhã. Corpo cai ficar mole. Molenga, molusco. Nem lá, nem cá. Cadê tu, sono, me deixastes sozinho nessa noite? Coração: tum-tum, tum-tum. Com o pé no chão frio, vai mijar, comer, olhar as estrelas. E nada, nada, nada, naaada… Volta pra cama! Tente outra vez. Tente. Tente, Tente, Tente… Fecha olho, dorme cérebro… Paga conta, pega ônibus, faz isso, isso, aquilo, coloca mais três quilos de carne pra fazer o feijão do almoço… Cocoricó. H1. Puta merda, estou um zumbi. Vou tentar sobreviver. I Will survive. E lá vem ele, Mr. Sono. Vem… vai pra lá, vem vai pra lá, te sai, filho de uma porca, aparece somente na hora errada, cafajeste. Seu canalha, cachorro. Seu miserável. Vá beber água, tomar naquele canto sagrado.

Chega em casa. Ainda bem que conseguiu enrolar o chefe. Agora é um por todos e todos por um. O duelo estava prestes a começar. De um lado, Mr. Sono. Do outro, o pobre coitado. O sono deu um pesada nele, mas ele conseguiu se levantar e deu uma bofetada. O coitado tomou impulso, pulou em cima do Mr sono e o segurou com toda força.

Começou a contagem regressiva:

10) nana neném

9) coelhinho da páscoa

8) boi da cara preta

7) sapo cururu

6) um dois três indiozinhos…

5) lexotan..

Z z z z…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s